Geramos realizações artísticas inovadoras, dinamizadoras das comunidades e mobilizadoras de novos públicos, fruto de processos de criação experimentais e inclusivos, que alimentam uma linha de pesquisa e de criação de pensamento e de conhecimento.

Geramos realizações artísticas inovadoras, fruto de processos de criação experimentais e inclusivos, que alimentam uma linha de pesquisa e de criação de pensamento e de conhecimento.

Toggle offcanvas area

NOVe #20 / 3ª edição

Ode à Deriva

Residências Artísticas / Espetáculos / Performance

30 de Novembro, 2023.
15:09, 15:29, 15:49 (Para instituições)
19:09, 19:29, 19:49
21:09, 21:29, 21:49
Incubadora do Centro Histórico de Viseu.

NOVe / Espetáculos / Novas Criações 

Ode à Deriva

Um homem coloca-se perante o seu público, disposto a partilhar a sua infância e as suas músicas. Um ato de extrema bravura e generosidade. As suas mensagens são para o futuro, o medo à exposição é demasiado grande para que possa fazê-lo para o seu presente. O homem pressente o apocalipse, as catástrofes que se avizinham, talvez por isso prefira o sarcasmo à seriedade dos pensamentos. O fim está próximo, ele sabe-o perfeitamente. Há ainda um narrador que perturba a paz melancólica, uma voz que desafia as leis da lógica e
da sobrevivência. A premissa é simples: um/a escritor/a e um/a criador/a-intérprete encontram-se num casamento artístico “às cegas”.

O desafio é a criação de uma “curta performativa” com a duração de nove minutos.

O NOVe assume-se como um espaço “laboratorial”, onde se explora o conceito do micro-espetáculo e do cruzamento de disciplinas artísticas. Intimista por natureza, procura reinventar a relação entre intérprete e espectador, assim como criar experiências performativas imersivas, desafiantes e insólitas.
De outubro de 2023 até junho de 2024, 9 dramaturgos/as e 9 performers do teatro, da dança, da música e do vídeo reúnem-se no formato de residências artísticas para criar 9 micro-espetáculos com 9 minutos de duração que se repetem 9 vezes no mesmo dia para um público de 9 pessoas em cada apresentação.
Na segunda residência artística da 3.ª Edição do NOVe, Ricardo Cabaça assina a dramaturgia e o videasta Leandro Valente assume a criação/interpretação.

DATAS

30 de Novembro, 2023.
15:09, 15:29, 15:49 (Para instituições)
19:09, 19:29, 19:49 
21:09, 21:29, 21:49
Incubadora do Centro Histórico de Viseu.

DURAÇÃO

9 min.

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA

M/12+

APOIOS

CAVA

PARCERIA

Teatrão

FINANCIAMENTO

República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes, Eixo Cultura – Município de Viseu

Ficha artística e técnica

DRAMATURGIA: Ricardo Cabaça
CRIAÇÃO E INTERPRETAÇÃO: Leandro Valente
MÚSICA: Dread Eusébio
VOZ OFF: Paulo Abreu
COORDENAÇÃO ARTÍSTICA:  Graeme Pulleyn 
DESIGN DE COMUNICAÇÃO, FOTOGRAFIAS E VÍDEO: Luís Belo
ASSESSORIA DE IMPRENSA E CONTEÚDOS: Susana Morais
ASSISTÊNCIA DE COMUNICAÇÃO: Filipa Fróis
ASSISTÊNCIA DE PRODUÇÃO: Tavo Iván Romero e Laura Tavares
PRODUÇÃO EXECUTIVA: Guida Rolo
PRODUÇÃO: CEM Palcos
AGRADECIMENTOS: Família de Leandro Valente, Luís Belo e Deolinda Fróis

Vídeo Integral

O fundo do poço de Salomé está completamente seco e, por ser um poço, não encontra nenhum motivo para justificar a sua existência. Ao fundo do poço resta-lhe, efectivamente, esperar justificando a sua razão de existência. Em suma, podemos afirmar que a interioridade de Salomé assemelha-se com este mundo exposto – uma confusão total temperada de impotência, estagnação e alienação. Quando o fundo do poço permite ver o reflexo do rosto, Salomé tem um temperamento libertino e exuberante. Blimunda, mãe de Salomé, também apresentava esta interioridade complexa, mas a maturidade ensinou-lhe a gerir as águas. Toda esta elegância genial de Blimunda sustenta a incapacidade de Salomé em viver o luto.

 

Bilhetes

Se tiver alguma dúvida, pode contactar-nos diretamente para bilheteira@cempalcos.com

PREÇOS

Normal: 3€

Residentes zona histórica, estudantes, profissionais das artes performativas e menores de 12 anos: 2€

*Grupos e famílias com 4 pessoas ou mais: 50% de desconto